494606121430923Quem tem medo de gafe? – Mônica Barguil – Viajar é fundamental

Quem tem medo de gafe?

Turismo sustentável & consciente
dezembro 2, 2019

Gafe tem origem no francês gaffe, que significa erro, engano, mancada. Além do original “gancho” mesmo. Cometer uma gafe em outro país está no imaginário (medroso) do viajante. Pode e vai acontecer. Por mais blogs, textos e artigos que você leia, dar uma mancadinha aqui e acolá está no cardápio do intrépido turista.
Nos templos budistas quando nos sentamos não podemos “apontar” com os pés para a imagem do buda, vire-se de lado e sente-se com os pés na lateral ou cruze-os na sua frente. E, ao sair, não dê as costas para o buda. E nunca, nunca mesmo, toque no topo da cabeça de um budista, local mais que sagrado. Um simples joinha com o polegar (polegar positivo) é como dar a língua na Tailândia ou ainda menos infantil e mais ofensivo em alguns países mulçumanos.
No sudeste asiático cada país tinha seus próprios códigos, para evitar cometer muitas gafes eu fiz uma pequena lista “geral” que valeria para os 3 países que cobri na viagem (Tailândia, Vietnã e Camboja):
1. Mantenha as mãos presas ao corpo (na maior parte do tempo), controle-se e pense numa camisa de força;
2. Não toque nas pessoas (nem na cabeça nem em lugar algum), não beije nem abrace;
3. Sente-se de lado com as pernas para trás e saia andando de costas (não somente em templos, em tudo quanto é lugar);
4. Não use a mão esquerda para nada – em público;
5. Coma tudo que oferecerem (vomite depois se for o caso).
Exageros à parte, as regras que segui me salvaram a vida algumas vezes. Assim estudar a cultura, os costumes e hábitos de um país antes de ir pode significar que menos micos pagarás, ó caro passageiro. Não garantirá, porém, que sairás ileso. Leve antiácido na mala, um sorriso na bagagem de mão e fé na humanidade na bolsa. Incólume você não sai, mas sem dúvida mais contente de ter experimentado tanta coisa nova.
Boa viagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *